Exercícios Resolvidos Sobre O Império Bizantino


Confira Questões Resolvidas Sobre O Império Bizantino:

1. (Unesp) A Civilização Bizantina floresceu na Idade Média, deixando em muitas regiões da Ásia e da Europa testemunhos de sua irradiação cultural. Assinale importante e preponderante contribuição artística bizantina que se difundiu expressando forte destinação religiosa:
a) Adornos de bronze e cobre.
b) Aquedutos e esgotos.
c) Telhados de beirais recurvos.
d) Mosaicos coloridos e cúpulas arredondadas.
e) Vias calçadas com artefatos de couro.



2. (UFES) Segundo a crença dos cristãos de Bizâncio, os ícones (imagens pintadas ou esculpidas de Cristo, da Virgem e dos Santos) constituíam a “revelação da eternidade no tempo, a comprovação da própria encarnação, a lembrança de que Deus tinha se revelado ao homem e por isso era possível representá-lo de forma visível.”
(Franco Jr., H. e Andrade Filho, R. O. O IMPÉRIO BIZANTINO. São Paulo: Brasiliense, 1994. p. 27).
Apesar da extrema difusão da adoração dos ícones no Império Bizantino, o imperador Leão III, em 726, condenou tal prática por idolatria, desencadeando assim a chamada “crise iconoclasta”.
Dentre os fatores que motivaram a ação de Leão III, podemos citar o (a):
a) intolerância da corte imperial para com os habitantes da Ásia Menor, região onde o culto aos ícones servia de pretexto para a aglutinação de povos que pretendiam se emancipar.
b) necessidade de conter a proliferação de culto às imagens, num contexto de reaproximação da Sé de Roma com o imperador bizantino, uma vez que o papado se posicionava contra a instituição dos ícones e exigia a sua erradicação.
c) tentativa de mirar as bases políticas de apoio à sua irmã, Teodora, a qual, valendo-se do prestígio de que gozava junto aos altos dignitários da Igreja Bizantina, aspirava secretamente a sagrar-se imperatriz.
d) aproximação do imperador, por meio do califado de Damasco, com o credo islâmico que, recuperando os princípios originais do monoteísmo judaico-cristão, condenava a materialização da essência sagrada da divindade em pedaços de pano ou madeira.
e) descontentamento imperial com o crescente prestígio e riqueza dos mosteiros (principais possuidores e fabricantes de ícones), que atraíam para o serviço monástico numerosos jovens, impedindo-os, com isso, de contribuírem para o Estado na qualidade de soldados, marinheiros e camponeses.



3. (UFPB) Em inícios do século VIII, o Império Bizantino, tendo à frente Leão lsáurico, encontrava-se abatido diante da expansão muçulmana. Leão entendeu que as derrotas do império deviam-se à adoração crescente dos fiéis às imagens de santos e resolveu destruí-las. Esse movimento ficou conhecido como:
a) monofisista.
b) cesaropapista.
c) iconoclasta.
d) telefisista.
e) legitimista.



4. (PUC) Em relação ao Império Bizantino, é certo afirmar que:
a) o governo era ao mesmo tempo teocrático e liberal;
b) o Estado não tinha influência na vida econômica;
c) o comércio era sobretudo marítimo;
d) o Império Bizantino nunca conheceu crises sociais;
e) o imperialismo bizantino restringiu-se à Ásia Menor.



5. (PUC-Campinas) O Império Bizantino , ao longo de sua história, apresentou um governo que se caracterizou por:
a) proporcionar condições sociais que possibilitaram eliminar, desde suas origens, o problema da escravidão.
b) procurar eliminar suas origens romanas e por restringir o poder dos soberanos, que era bastante limitado.
c) apresentar um caráter despótico associado à grande influência religiosa, dando-lhe uma feição teocrática.
d) controlar, chegando a eliminar completamente, o poder da burocracia no Estado.



6. (UECE) Na origem do chamado “Cisma do Oriente”, pode-se apontar corretamente:
a) as desavenças entre os membros da hierarquia católica e o Imperador bizantino diziam respeito à cobrança das indulgências e à corrupção dos bispos.
b) significou o aparecimento de inúmeras seitas “reformadas”, que se desligaram da Igreja romana.
c) no Império Bizantino, a Igreja era submetida ao Imperador e promovia um excessivo culto aos ídolos e às imagens.
d) em Bizâncio, ao contrário do cristianismo ocidental, as imagens e os ídolos dos santos não eram objetos de adoração e culto.



7. (PUCPR) O Império Bizantino ou Romano do Oriente existiu durante a Idade Média, sendo-lhe cronologicamente coincidente. Sobre o tema, assinale a alternativa correta: 
a) Seu período de maior esplendor e expansão ocorreu sob o governo de Justiniano, que mandou fazer a codificação das leis romanas. 
b) Sua posição geográfica correspondia às terras da parte ocidental do Império Romano. 
c) Apresentava excessiva descentralização política, o que enfraquecia os imperadores (baliseus). 
d) Reprimiu violentamente a heresia dos cátaros, que ameaçava a sua unidade religiosa. 
e) A força da cultura romana fez com que o latim fosse língua de emprego geral. 



8. (UESPI) Sobre o Império Bizantino é incorreto afirmar que:
a) Teve entre seus governantes o imperador Justiniano, sob quem foi feita a compilação do direito romano, mais tarde incorporado aos modernos sistemas de leis ocidentais;
b) Tinha sua capital na antiga Bizâncio grega, transformada em Constantinopla pelo imperador romano Constantino;
c) Foi o único império da Antiguidade que resistiu ao domínio romano;
d) Era governado por um poder imperial centralizado e despótico;
e) As principais heresias ali observadas eram as dos monofisistas e iconoclastas.



9. (UNIUBE-MG-2016) O Império Bizantino, após a queda de Roma, gradativamente se afastou da influência ocidental e da autoridade exercida pelo papa. Em meados do século XI, após uma série de discordâncias, ocorreu o Cisma do Oriente que dividiu o cristianismo em duas partes. No Ocidente, a Igreja Católica Apostólica Romana se manteve, mas no Oriente, outra Igreja Cristã foi formada.
Assinale o nome que recebeu a Igreja do Império Bizantino.
a) Igreja Protestante.
b) Igreja Renascentista.
c) Igreja Cristã Ortodoxa Grega.
d) Igreja Supra Oriental.
e) Igreja Moderna.



10. (Mackenzie) O ano de 1054 foi marcado pelo "Cisma do Oriente". Após um longo processo de conflitos, ocorreu a ruptura entre o papado romano e o patriarca de Constantinopla, ocasionando: 
a) a criação da igreja Cristã Ortodoxa Grega. 
b) a transferência da sede do papado para a cidade de Avignon. 
c) o conflito denominado Querela das Investiduras. 
d) a fundação da Igreja Cristã Protestante. 
e) a divisão do Clero em secular ortodoxo e regular monástico.



11. (Upe 2009) Na Idade Média, Bizâncio era um importante centro comercial e político. Merecem destaques seus feitos culturais, mostrando senso estético apurado e uso das riquezas existentes no Império. Na sua arquitetura, a igreja de Santa Sofia destacou-se pela 
a) sua afinação com o estilo gótico, com exploração dos vitrais e o uso de metais na construção dos altares. 
b) simplicidade das suas linhas geométricas, negando a grandiosidade como nas outras obras existentes em Bizâncio. 
c) grande riqueza da sua construção, com uso de mosaicos coloridos e colunas de mármores suntuosas. 
d) imitação que fazia dos templos gregos, com altares dedicados aos mitos mais conhecidos, revelando paganismo. 
e) consagração dos valores católicos medievais, em que a riqueza interior era importante em toda cultura existente.



Comentários