26 de abril de 2019

Exercícios Sobre A Reforma Protestante e Contrarreforma


Veja Questões Sobre A Reforma Protestante e Contrarreforma

1. (Unesp 2016) As reformas protestantes do princípio do século XVI, entre outros fatores, reagiam contra
a) a venda de indulgências e a autoridade do Papa, líder supremo da Igreja Católica.
b) a valorização, pela Igreja Católica, das atividades mercantis, do lucro e da ascensão da burguesia.
c) o pensamento humanista e permitiram uma ampla revisão administrativa e doutrinária da Igreja Católica.
d) as missões evangelizadoras, desenvolvidas pela Igreja Católica na América e na Ásia.
e) o princípio do livre-arbítrio, defendido pelo Santo Ofício, órgão diretor da Igreja Católica



2. (Fatec) O Concílio de Trento, uma das medidas da Reforma Católica, cujo objetivo era enfrentar o avanço das ideias protestantes, apresentou uma série de decisões para assegurar a unidade da fé católica. Entre essas decisões, a de:
a) favorecer a interpretação individual da Bíblia de acordo com seus princípios fundamentais.
b) adotar uma atitude mais liberal com relação aos livros religiosos, o que fez com que diminuísse a censura medieval.
c) criar uma comissão com o intuito de melhorar o relacionamento com os povos não cristãos. 
d) estabelecer uma corporação para o Sacro Colégio, pois, dessa forma, todas as nações cristãs estariam aí representadas.
e) estimular a ação das ordens religiosas em vários setores, principalmente no educacional.



3. (Puc-Rio) A Europa do século XVI assistiu ao surgimento de novas religiões cristãs, dentre as quais destacam-se a Luterana, a Calvinista e a Anglicana. A despeito das características que conferem especificidade a cada uma delas, observam-se elementos que as aproximam entre si. Um desses elementos é a:
a) celebração dos cultos nas línguas faladas pelos fiéis.
b) ausência de hierarquia eclesiástica.
c) tolerância em relação às demais religiões cristãs.
d) afirmação da primazia da igreja sobre o Estado.
e) crítica às estruturas sociais vigentes.



4. (UFMG)  A Reforma Religiosa do século XVI teve como desdobramento:
a) a consolidação do poder dos príncipes do Império Germânico.
b) a constituição de mais de uma igreja cristã no ocidente.
c) a divisão da Igreja em ramos: Ortodoxo e Romano.
d) a subordinação da Igreja Católica ao Estado.



5. (Esan-SP) Na Alemanha do século XVI, havia grande contradição entre o que a Igreja católica pregava e o que se praticava. Nos principados as dificuldades eram enormes. Os camponeses sentiam-se sobrecarregados de impostos. As cidades ansiavam por liberdade. O clero desprezava a missão espiritual. Muitos bispos levavam uma existência de prazer, o que ofendia os crentes sinceros e simples. Os abusos apontados no enunciado geraram o ambiente favorável à aceitação do novo credo sustentado por:
a) Henrique VIII.
b) João Knox.
c) João Huss.
d) João Calvino.
e) Martinho Lutero.



6. (UFG/GO) A Reforma Protestante, iniciada por Lutero, foi um movimento de mudanças sociais de caráter fundamentalmente religioso, com importantes desdobramentos políticos e econômicos. No que se refere aos princípios políticos e religiosos, o luteranismo defendia a:
a) submissão da Igreja ao Estado e a valorização da fé individual;
b) implementação de políticas econômicas na Europa e a quebra da autoridade religiosa;
c) jurisdição real sobre terras da Igreja e a cobrança de impostos sobre esse patrimônio;
d) extinção das rendas feudais e a oposição às pregações morais do clero;
e) cessação do poder político-administrativo da Igreja sobre os reinos e o fim da condenação da usura.



7. (UFRGS) Em 1517, a revolta de um monge agostiniano, Martinho Lutero, marcou o começo de uma transformação fundamental na história do cristianismo: a Reforma protestante. Vários fatores encorajaram ao longo do tempo o surgimento e a posterior receptividade desse movimento religioso. Assinale a alternativa que apresenta um desses fatores.
a) A oposição da Igreja Católica ao culto de relíquias, à hierarquia eclesiástica e às doações materiais como meios de auxílio à salvação da alma e à obtenção da justiça divina ocasionou a revolta dos defensores dessas práticas.
b) Apesar de suas críticas à instituição católica, Lutero manteve a defesa da especialização sacerdotal, da infalibilidade do Papa e da Igreja visível e organizada representando o reino de Deus na Terra.
c) Ao longo dos séculos XIV e XV, as guerras, as consequências da Grande Peste e o Grande Cisma do Ocidente propiciaram o ambiente para os questionamentos religiosos.
d) A nítida separação entre o Estado e a Igreja, entre o sacro e o profano, entre o religioso e o civil, que caracterizou o período medieval, foi decisiva para o sucesso da mensagem de Lutero.
e) O movimento humanista, a exemplo de um de seus expoentes, Erasmo de Roterdã, ao tomar francamente o partido de Lutero e conceber uma natureza pessimista e perversa do homem, contribuiu para a expansão das ideias do monge agostiniano.



8. (UPE 2013) No início da Idade Moderna, a Europa Ocidental experimentou uma profunda mudança na vivência religiosa do cristianismo. Sobre a Reforma Religiosa do século XVI, analise as afirmativas seguintes:
I. O pensamento de Jan Huss influenciou as ideias de Lutero.
II. Sobre a questão da salvação dos fiéis, Calvino e Lutero consideravam a teoria da predestinação.
III. Muitos franceses se converteram ao calvinismo, tornando-se conhecidos como huguenotes.
IV. A reforma anglicana teve início por meio das ações do monarca britânico Henrique VIII.
V. A Rússia converteu-se ao Iuteranismo durante o reinado de Pedro Romanov.
Estão CORRETAS
a) I, III e IV.
b) I, II e V.
c) I, Il e III.
d) II, IV e V.
e) III, IV e V.



9. (UFJF 2006) No início do século XVI, a Igreja Católica passou por um amplo processo de reformulação doutrinal e administrativa, chamado de Reforma Católica (ou Contra-Reforma). Paralelamente, as Coroas de Portugal e Espanha ajudavam no fortalecimento da Igreja Católica, mas também buscavam se transformar em instrumentos para a "salvação da humanidade", através da conquista e colonização de novas terras.
Qual dos eventos a seguir NÃO faz parte deste contexto?
a) O Concílio de Trento, que reuniu diversos religiosos com o objetivo de posicionar-se frente às críticas protestantes e reafirmar os dogmas católicos.
b) A criação do "Index Librorum Proibitorum", que se constituía numa lista de livros proibidos por atacarem os dogmas católicos ou atentarem contra eles.
c) A difusão do Projeto Colonizador, segundo o qual o lucro era legítimo e o trabalho era uma vocação divina e que possibilitava o acúmulo de riquezas, como sinal de predestinação.
d) O Padroado Real, através do qual os monarcas ibéricos eram autorizados a administrar os assuntos religiosos, tanto no Reino como nas terras de além-mar.
e) A fundação da Companhia de Jesus, uma vez que os jesuítas atuavam como educadores e catequizaram os povos nativos nas colônias portuguesas e espanholas.



10. (UNIFESP) No século XVI, nas palavras de um estudioso, “reformar a Igreja significava reformar o mundo, porque a Igreja era o mundo”. Tendo em vista essa afirmação, é correto afirmar que:
a) os principais reformadores, como Lutero, não se envolveram nos desdobramentos políticos e socioeconômicos de suas doutrinas.
b) o papado, por estar consciente dos desdobramentos da reforma, recusou-se a iniciá-la, até ser a isso obrigado por Calvino.
c) a burguesia, ao contrário da nobreza e dos príncipes, aderiu à reforma, para se apoderar das riquezas da Igreja.
d) os cristãos que aderiram à reforma estavam preocupados somente com os benefícios materiais que dela adviriam.
e) o aparecimento dos anabatistas e outros grupos radicais são a prova de que a reforma extrapolou o campo da religião.



11. (PUC-PR) Nos começos do século XVI teve início a Reforma Religiosa, com a atuação de Martinho Lutero, monge agostiniano, então em Wittenberg. Sobre as causas desse movimento, é correto afirmar:
I – Os reformados tiveram apoio da burguesia, desejosa de firmar sua atividade capitalista de obter lucros, limitados pela Igreja e indicativos de pecado.
II – Um sentimento nacionalista surgira na Alemanha e Norte da Europa, passando o papa a ser visto como um estrangeiro a interferir em assuntos internos.
III – Em matéria de religião ocorreu o abuso de setores do clero, com a exploração das “relíquias sagradas” e venda de indulgências.
IV – O documento inicial que desencadeou a Reforma Luterana foi a Declaração de Augsburgo, redigida por Felipe Melanchton.
V – Ao tempo do início da Reforma Luterana era papa Júlio II, mecenas do Renascimento e que interpretou o ato de rebeldia de Lutero como uma simples querela de agostinianos contra dominicanos.
Estão corretas:
a) III, IV e V.
b) I, II e V.
c) Apenas II e III.
d) Apenas III e V.
e) Apenas IV e V.



Nenhum comentário:

Postar um comentário